Essa cerveja artesanal aí que você está tomando….Siiim! Essa aí que você está segurando, é feita de água, malte, lúpulo e levedura. Marcus já falou aqui no Coisas que Você Não Sabia Sobre Cerveja A Curiosa História Sobre As Famílias Lager e Ale que àgua e malte formam o mosto. As leveduras são microorganismos responsáveis pela fermentação. Mas o que isso tem a ver com a Grimor 18?

A bióloga Gabriela Montandon é a pesquisadora responsável por isolar uma levedura genuinamente nacional nunca antes utilizada na produção de cerveja. Gabriela levou seu projeto de doutorado para a Bélgica para o Laboratory of Enzyme, Fermentation and Brewing Tecnhnology, KU Leuven – Campus Gent. Muitos anos de pesquisa em um dos laboratórios mais famosos do mundo, referência para estudo de leveduras, a cerveja foi feita de forma experimental quatro vezes e veio para a solo tupiniquin, para os braços da Cervejaria Grimor.

A Grimor faz parte da Inconfidentes, Cervejarias Conjuradas juntamente com a Cervejaria Vinil e a Cervejaria Jambreiro.  A Grimor escolheu para seus rótulos, números que fazem referência à família junto ao catálogo de estilos do Beer Judge Certification Program que é um catálogo de diretrizes para categorizar as cervejas. A Grimor 18, segundo o BJCP, é uma Belgian Blonde Ale, feita com leveduras nacionais.

No dia 09 de setembro de 2015, estive na Villa Floriano, aqui em BH, pelo Barba, Barriga e Cerveja, para o lançamento da Grimor 18, da Grimor.  Conversei com a Gabriela naquele dia e nós do Barba a questionamos sobre o fato de seu trabalho ter se tornado um marco para a formação da escola cervejeira brasileira. Gabriela preferiu ser modesta e não atribuir seu feito à criação de uma família nacional, ainda. Decidiu por produzir uma cerveja em que a levedura fosse a protagonista. Ela disse inclusive que se tivesse acrescentado ingredientes nacionais, ao processo produtivo, como uma fruta, por exemplo, as pessoas não saberiam distinguir se a ‘brasilidade’ da cerveja, vinda dos aromas frutados, florais e condimentados da bebida, viria da fruta ou da levedura.

Para ela, a identificação de uma Escola Brasileira, precisa de muitos outros processos além da levedura.   Cerveja deliciosa, leve e muito aromática. Vale a pena experimentar! Você também pode acessar o canal Beer School onde o Jamal entrevista a Gabriela nesse link aqui que fala bastante sobre os seus estudos, em um bate papo bem didático. Confere lá!

E você? Já experimentou essa maravilha que é a Grimor 18? Não?! Sua chance é agora! Participe do Concurso Cultural que o Barba, Barriga e Cerveja está promovendo junto com o SouBH. Tire uma foto e mostre o quanto você ama ser BH e cerveja artesanal, usando a #amoserbhamocerveja. As fotos mais criativas postadas no Instagram, ganharão, dentre outras cervejas artesanais, a Grimor 18.  Participe! O Concurso foi prorrogado e a divulgação do resultado será no dia 16/02/16. Veja o regulamento aqui.

Um abraço!